Servidores demitidos pela prefeitura de Esperantina lutam na justiça para retornar ao trabalho

Todos eles são funcionários antigos, com mais de 15 a 30 anos de serviços prestados. A maioria ingressou no serviço público no início da década de noventa.

26/02/2019 às 17h09
2325

Vários ex-funcionários da prefeitura de Esperantina, demitidos em outubro do ano passado, até hoje lutam na justiça para retornar aos seus cargos. Todos eles são funcionários antigos, com mais de 15 a 30 anos de serviços prestados.

De acordo com o Mandado de Segurança Cível, impetrado pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos (SINSPUME), James Machado, visa a reintegração de 38 servidores aos seus postos de trabalho. A maioria ingressou no serviço público no início da década de noventa.

Lista dos servidores demitidos, conforme mandado de segurança impetrado pelo SINSPUME (Foto: Reprodução)

Nesta terça-feira (26), um grupo se reuniu com o Promotor Público para tratar do assunto.

Segundo o líder, Antônio Marcos de Carvalho, que prestava serviço de vigia desde o ano de 1993 no município, disse ao RevistaAZ.com.br que foi injusta a demissão dos funcionários que a maioria está passando por necessidades financeiras, porque dependiam exclusivamente do salário do serviço público.

Antônio Marcos disse que está confiante na justiça para voltar a trabalhar junto com seus companheiros. “O promotor falou pra gente que vai interceder por nós e vamos lutar todos os dias para reverter essa injustiça“, disse.

O mandado de segurança segue tramitando na Vara Única da Comarca de Esperantina.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.