Prefeita de Esperantina diz ao TCE que salários dos servidores não estão atrasados

Em outro momento aponta viés político na denúncia apresentada à Corte de Contas e fala sobre a crise econômica no Brasil

(Foto: Divulgação)

A prefeita de Esperantina, Vilma Amorim, do PT, apresentou defesa na denúncia nº 022395/2017, que trata sobre os constantes atrasos salariais no município, e que vêm de há muito tempo.

O processo tramita no Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) e a representação foi feita por dezenas de servidores efetivos de várias categorias profissionais.

Protocolada em outubro do ano passado, somente agora no dia 25 de janeiro a gestora se expressou através dos autos sobre tal denúncia.

Em seu favor, Vilma Amorim afirmou que a acusação formulada pelos servidores é “desprovida de qualquer prova idônea a confirmar o que fora denunciado”. Ou seja, para a petista, é o que se pode inferir, tudo não passa de meras invenções.

“A denúncia ora vergastada, além de ser inepta e desprovida de qualquer prova idônea a confirmar o que fora denunciado, mostra-se infundada e integralmente divorciada da verdade, demonstrando, desta feita, a conduta manifestamente política e inquinada de vícios das denunciantes, que são declaradas opositoras políticas da atual gestão”, tascou.

Diante dos argumentos, Vilma Amorim pediu que o Tribunal de Contas reconsidere a decisão do recebimento da denúncia, alegando que ela não atende aos pressupostos mínimos, e que proceda o arquivamento da peça.

O relator do caso é o Conselheiro Abelardo Pio Vilanova e Silva.

‘A CULPA É DA GESTÃO PASSADA’

Além da crise econômica, que há muito dá seus sinais de que vem enfraquecendo, a prefeita chegou no ápice em sua defesa ao culpar a gestão passada pelas atuais derrapadas financeiras.

Só que a prefeita é a gestão passada.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

*Com informações de Rômulo Rocha/180graus



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.