Feirantes se revoltam e destroem estrutura de isolamento da obra do Mercado Público em Esperantina

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 10/08/2015 às 17h20
2552

Um grupo de pelo menos 20 pessoas, entre feirantes e barraqueiros, destruiu o tapume de zinco que cercava a obra de reforma e ampliação do Mercado Público, no centro da cidade de Esperantina. A manifestação aconteceu por volta das 16hs desta segunda-feira, 10.

manifesto_mercado16

O motivo, segundo os manifestantes, seria a demora da entrega do Mercado Público para os permissionários. Outro motivo foi o recente incêndio que destruiu grande parte do Mercado Provisório, que deixou vários feirantes no prejuízo.

manifesto_mercado17

Policiais da Força Tática foram acionados para conter o ânimo dos manifestantes.

Durante o ato da manifestação, os feirantes gritavam palavras de ordem, soltaram fogos de artifícios e reclamaram do descaso do poder público federal, estadual e municipal.

A informação que se tem é que alguns feirantes irão instalar suas barracas no canteiro de obras do Mercado Público nas próximas horas.

É importante lembrar que a obra de reforma e ampliação do Mercado Público de Esperantina teve inicio há pouco mais de dois anos e encontra-se atualmente parada, por falta de recursos.

manifesto_mercado04

manifesto_mercado02 manifesto_mercado07 manifesto_mercado18

manifesto_mercado13 manifesto_mercado14 manifesto_mercado15



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.