Ex-vocalista da Banda Líbanos, Marquinhos Mattos é flagrado pedindo esmola

21/10/2015 às 19h39
14

Uma História de Sucesso, um talento desperdiçado. As duas frases podem resumir Marquinho Mattos. Dono de uma voz inconfundível e com sucessos como “palavras”, “o que passou, passou”, “brigas”, “sai solidão”, “renascerá” entre outras ele teve passagem de sucesso pelas Bandas Tropykalia e Líbanos, sua ultima.

Desde ontem o facebook bombou no perfil do fã Adegildo Silva, morador de Sergipe. Um amigo seu passava pela cidade de Catu-BA, quando flagrou Marquinho em um Bar pedido esmola. Fotografou e envio ao amigo em Sergipe, querendo saber se o mesmo conhecia? Era o vacalista.

“Galera Vcs não devem reconhecerem essa figura mas é o ex vocalista da banda Líbanos .Colega de trabalho encontrou ele aqui em Catu.BA . Quem poder compartilha ele precisa muito de ajuda…e conhecido como marguinhos. ….” escreveu Adegildo Silva. A postagem teve mais 3.600 compartilhamentos.

O Em Foco conseguiu falar por telefone com Ricardo Daris, amigos de Adegildo. Ele disse que o amigo já foi de encontro a Marquinhos Mattos (inclusive já postou uma foto). “Um amigo do Adegildo Silva viu um homem pedindo esmolas … Daí o Marquinhos até perguntou de onde ele era e ele falou que era do Ceará… E o Marquinhos perguntou se ele não estava o conhecendo? Falou que era ex-cantor da Banda Líbanos… esse amigo pediu pra tirar as fotos e mandou pro Adegildo… Com isso eu fiquei muito triste e falei para o Adegildo postar, fazer qualquer coisa pra ver ser repercute e quem sabe alguém possa o ajudar…. Sabemos que ele estava internado no hospital, e mora com a mãe’ Escreveu Ricardo.

Adegildo publicou uma foto há uma hora, já com o cantor em Catu-BA. Os fãs criaram uma página no facebook e pedem ajuda a empresários. https://m.facebook.com/profile.php?id=1114741568551190&pnref=story

Os amigos não são do meio artístico, apenas fãs, mas buscam divulgar a informações e, quem sabe, levar de volta aos palcos a voz que consagrou uma época de forró romântico em duas das maiores bandas daquele momento.

*Com informações
Campo Maior em Foco


Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.