Ação pede que ex-presidente da Federação das Apaes devolva R$204 mil

A nova presidente da Federação, Maria do Socorro Paula dos Santos, ajuizou a ação na Justiça exigindo que Emerson Gondim preste contas dos valores e devolva o dinheiro aos cofres da instituição.

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 07/11/2016 às 23h24
3402
emerson-gondim-machado-apae
Emerson Gondim Machado – Ex-presidente da Federação das Apaes

Débitos previdenciários, fiscais e trabalhistas que somam mais de R$ 600 mil em decorrência de um verdadeiro descalabro administrativo. Essa foi a herança deixada pelo ex-presidente da Federação Nacional das Apaes no Estado do Piauí, Emerson José Gondim Machado, apeado da presidência após uma minuciosa auditoria que culminou na intervenção e constatou o “sumiço” de R$ 204.028,01 do caixa da instituição.

Após uma auditoria realizada na instituição, até mesmo um caminhão doado à Federação foi vendido pelo valor de R$ 45.000,00, valor aquém do preço de mercado sem a comprovação de como o montante foi gasto.

A nova presidente da Federação, Maria do Socorro Paula dos Santos, ajuizou ação na Justiça exigindo que Gondim Machado preste contas dos valores e devolva o dinheiro aos cofres da instituição.

INQUÉRITO NO MPF

A APAE de Esperantina, espécie de “propriedade particular” de Gondim Machado, é alvo de investigação, através de Inquérito Civil Público, em decorrência de possíveis irregularidades na gestão e na aplicação de recursos federais.

Desde a fundação, em 1990, a APAE de Esperantina tem à frente a atual diretora executiva, Célia Maria Cavalcante Lima, e outros por ela indicados, sendo o marido Emerson José Gondim Machado o atual presidente.

A instituição recebeu em 2013 o total de R$ 791.764,53 (setecentos e noventa e um mil, setecentos e sessenta e quatro reais e cinquenta e três centavos), mas mesmo assim, por mais absurdo que possa parecer, cobra indevidamente R$ 25,00 (vinte e cinco reais) de todos os pais para o transporte escolar.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.