ONU e Sejus firmam parceria para obras no sistema prisional do Piauí

“A ideia é que esse modelo de ação da ONU, que já foi testado, por exemplo, no Haiti, seja aplicado no sistema penitenciário do Piauí, começando na reconstrução do presídio de Esperantina e trabalhando em projetos de novas unidades penais”

233
(Foto: Kléber Oliveira)

A Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) firmou parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU) – por meio do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) –, para a realização de obras e ações no sistema prisional do Estado.

Segundo nota da Sejus, em reunião com representantes do UNOPS, em Brasília, nesta terça-feira (10), o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, propôs que a ONU acompanhe e auxilie o Governo do Estado nos trabalhos de reconstrução do presídio de Esperantina e de novas penitenciárias.

“A ideia é que esse modelo de ação da ONU, que já foi testado, por exemplo, no Haiti, seja aplicado no sistema penitenciário do Piauí, começando na reconstrução do presídio de Esperantina e trabalhando em projetos de novas unidades penais”, explica Daniel Oliveira.

A UNOPS tem projetos em todos o mundo, nas áreas de engenharia, construção e infraestrutura. Nos dias 19 e 20 deste mês, equipes de Engenharia e Assessoria Técnica da Sejus se reunirão com a entidade para formatar o plano de trabalho das obras em Esperantina.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.