Vereador sugere realização de campanhas educativas de prevenção à gravidez na adolescência

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 27/05/2011 às 07h50
5

O 1º Secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Esperantina, vereador Regys Carvalho Sampaio (PMDB), defendeu por meio da Indicação nº 07/2011 a promoção de campanhas educativas de prevenção à gravidez na adolescência e paternidade responsável. Ele sugeriu que a Secretaria Municipal de Saúde e de Educação sejam âncoras nesse processo.

“A gravidez precoce é uma das ocorrências mais preocupantes relacionadas à sexualidade da adolescência, com sérias conseqüências para a vida dos envolvidos. O alto índice de gravidez mostra que a informação disseminada atualmente ainda não garante a proteção contra doenças sexualmente transmissíveis, por isso é necessário conscientizar melhor os nossos jovens”, explicou.

O parlamentar enfatiza que a adolescente está mais propensa a dispensar o uso do preservativo porque não tem acesso ao mesmo ou não é capaz de convencer o parceiro da necessidade da utilização.

Para o vereador Regys, o Poder Público tem que conscientizar os jovens através de campanhas educativas, alertando sobre o período de desenvolvimento da adolescência.

“A adolescência é um período de desenvolvimento e amadurecimento para a vida adulta, portanto, os jovens merecem serem orientados sobre as conseqüências de uma gravidez precoce e as necessidades físicas, emocionais e espirituais de uma criança”, argumenta o vereador.

Vale ressaltar que a gravidez na adolescência reduz as oportunidades sociais, provocando em inúmeros casos o abandono escolar, principalmente quando a adolescente integra uma família de baixa renda.

Portanto, cabe ao Poder Público e a sociedade civil organizada oferecer meios não coercitivos para que o adolescente, assim como todo cidadão brasileiro, possa escolher o momento ideal e número de filhos que pretende ter, viabilizando uma constituição familiar responsável.

Da redação, com Ascom do vereador


Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.