Tribunal do Júri absolve acusado de homicídio depois de 19 anos em Esperantina

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 14/10/2021 às 09h06
6545

O Tribunal do Júri, da Comarca de Esperantina, absolveu ontem (13.out), Manoel Lourenço de Almeida, popularmente conhecido como “Manoel Rita”, acusado de homicídio ocorrido há 19 anos no município.

O Promotor de Justiça, Dr. João Malato Neto, pediu a condenação por homicídio com duas qualificadoras. Consta nos autos que na data de 12.01.2002, na localidade Canto da Velha, nesta cidade, “Manoel Rita” teria efetuado um disparo de espingarda, à traição e por motivo torpe, nas costas da vítima Mariano Cunha da Silva, que veio a óbito no local, na porta da sua residência.

A defesa foi realizada pelos advogados Dr. Jaylles Jose Ribeiro Fenelon, esperantinense, e Dr. Marcos Vinícius Macêdo Landim, sanraimundense, que defenderam a tese de negativa de autoria, provando que não foi Manoel o autor do crime, pois na hora e local em que aconteceu o fato estava em casa, distante mais de 2km do local, além de nunca ter sido visto portando arma de fogo.

Ao final do julgamento foi acolhida a tese da defesa e o Sr. Manoel Lourenço de Almeida foi absolvido da acusação.

Ele respondia o processo em liberdade.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.