Sem chuvas, cidades precisarão de abastecimento de água no Piauí

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 28/04/2021 às 10h26
763

A Secretaria de Estado da Defesa Civil está realizando o monitoramento da situação hídrica dos municípios piauienses. Com a proximidade da conclusão do período chuvoso, a pasta segue com o trabalho de monitoramento dos principais rios piauienses localizados nos municípios de Teresina, Barras, Esperantina e Luzilândia, além de verificar quais cidades poderão sofrer em decorrência da estiagem.

Segundo o secretário de Defesa Civil, José Augusto Nunes, estão sendo observados os níveis dos rios Marataoan, Longá e Parnaíba e, no momento, a situação está sob controle, sem risco de inundação. “Estamos concluindo um período chuvoso e a tendência é estabilizar e baixar o nível das águas”, afirma o gestor. Segundo ele, a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) faz o monitoramento diário e fornece informações para Defesa Civil estadual.

José Augusto Nunes acrescenta que, com o fim do período chuvoso, a preocupação é com a seca verde e informa sobre a demanda grande de municípios do Semiárido por carro pipa. “As chuvas não foram suficientes para recarregar os açudes”, diz o secretário. Ele conta que o município de Fartura do Piauí vive uma situação delicada e já solicitou reforço para não ter dificuldades quanto ao fornecimento de água. “A Defesa Civil está fazendo levantamento de quantas cidades precisarão de abastecimento de água. Vamos traçar um plano para região”, finaliza o gestor.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.