Saiba diferenciar os sintomas entre enxaqueca e aneurisma cerebral

28/04/2017 às 18h27
1045
(Foto: Getty istock)
(Foto: Getty istock)

Um neurologista compartilhou os sinais de alerta que precedem um aneurisma cerebral depois que uma mulher morreu, acreditando que sofria de um caso grave de enxaqueca.

Lee Broadway, de 42 anos, natural da Carolina do Norte, morreu no começo de abril, dois dias após dizer ao marido, Eric, que sairia mais cedo do trabalho por causa de uma forte enxaqueca. Ela sofreu com enxaquecas quando era criança, mas achou que dessa vez o episódio estava diferente. Infelizmente, Lee morreu no hospital devido a complicações de um aneurisma cerebral.

Um aneurisma cerebral é uma protuberância em um vaso sanguíneo no cérebro, causada por uma parede debilitada no vaso. Se um aneurisma causar o rompimento de um vaso, resultando em uma hemorragia subaracnoide, podem ocorrer sintomas graves e danos cerebrais.

O Dr. Howard A Riina, professor de neurocirurgia no NYU Langone Medical Centre, disse à People que a dor associada a um aneurisma cerebral é frequentemente descrita como “a pior dor de cabeça da vida da pessoa”. O Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido – NHS – também diz este tipo de dor de cabeça tem sido descrita como uma “dor incapacitante”, como se a pessoa tivesse levado uma pancada súbita na cabeça “resultando em uma dor terrível, diferente de tudo que a pessoa já sentiu”.

“É uma dor de cabeça severa, grave e fora do comum”, disse o Dr. Riina. “Mesmo pessoas que sofrem com casos graves de enxaqueca dizem que uma dor de cabeça associada a um aneurisma, é a pior que já tiveram”.

Ele sugeriu que você não corra para o hospital caso sinta dores de cabeça ou náusea. Ainda segundo ele, muitas pessoas que sofrem com enxaquecas têm contramedidas para lidar com a dor, como tomar um determinado medicamento ou se fechar em um cômodo escuro e silencioso. No entanto, se as medidas habituais não aliviarem a dor, é possível que se trate de um aneurisma.

“A dor de cabeça do aneurisma é muito distinta. O principal sinal de alerta é geralmente sentir que essa dor de cabeça é totalmente diferente das outras que você já teve” ele diz.

Outros sintomas, de acordo com o NHS, são torcicolos, náusea, vômitos e dores ao olhar para a luz.

A ruptura de um aneurisma cerebral é muito rara. Apenas cerca de uma a cada 12.500 pessoas sofre com um aneurisma na Inglaterra, a cada ano.

Aneurismas cerebrais não rompidos já não são tão raros, segundo alguns especialistas. Acredita-se que eles possam ocorrer em uma a cada 20 pessoas.

O Dr. Riina sugeriu que 10% da população americana pode ter um aneurisma assintomático. Pacientes com aneurisma devem ser encaminhados para um tratamento, dependendo do tamanho, localização e probabilidade de rompimento.

Ainda não se sabe o que provoca os aneurismas, mas os fatores de risco incluem histórico familiar, tabagismo e hipertensão.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.