Romeiros esperantinenses viajam para Canindé e Juazeiro

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 18/11/2011 às 10h24
5
Romeiros esperantinenses viajam para Canindé e Juazeiro. (fotos; Kléber Oliveira)

Costumeiramente nesta época do ano, diversos comboios em veículos conhecidos como “paus de arara” cheios de romeiros esperantinenses, pessoas que são devotos de São Francisco das Chagas e do Padre Cícero Romão, com destino às cidades de Canindé e Juazeiro, no estado do Ceará. A romaria ocorre, normalmente, no período entre outubro e dezembro.

Segundo historiadores, esta romaria pode ser definida como uma viagem ou peregrinação a algum local religioso ou de devoção, centro de peregrinações cristãs; e o romeiro é a pessoa que toma parte na romaria.

No caso de Esperantina, a romaria tem como destino as cidades de Canindé e Juazeiro e dura cerca de quatro a sete dias, incluindo ida e volta.

Os devotos seguem, em sua maioria, para pagar as promessas. A promessa pode ser de usar somente a cor marrom (ou outra) por um longo período, praticar ou não certos atos, conservar cabelo grande, entre outras.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.