Quase 40 pessoas foram presas no PI nos dias que antecederam as votações

A maioria dos casos foram por suspeitas de compra de votos, mas houve registro de transporte ilegal de eleitores, boca de urna, registro fotográfico em urnas, distribuição de combustível, entre outros.

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 03/10/2016 às 11h07
23

Quase 40 pessoas foram presas no Piauí na semana que antecedeu a eleição até o dia da votação este ajo. Isso sem contar as pessoas que foram detidas, interceptadas ou conduzidas para esclarecimentos.

A maioria dos casos foram por suspeitas de compra de votos, mas houve registro de transporte ilegal de eleitores, boca de urna, registro fotográfico em urnas, distribuição de combustível, entre outros.

Um dos casos que chamou a atenção foi da candidata do PP em Ribeiro Gonçalves, Dora Antunes, que foi flagrada numa suposta compra de votos e só foi liberada da prisão domiciliar após pagar fiança. Ela ainda perdeu nas urnas para o seu concorrente do PT.

Em Fartura o candidato Dr. Laênio (PSD) também foi preso com grande quantia de dinheiro, mas ele se deu bem. Ganhou a eleição contra o atual prefeito.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.