População madruga para conseguir vaga na fila em casa lotérica

18/10/2011 às 13h29
1

Cenas como essas são comuns na frente da única casa que comercializa todas as loterias federais, os produtos assemelhados e atua na prestação de todos os serviços delegados pela CEF (Caixa Econômica Federal) que é conhecida como “Casa Lotérica” em Esperantina, fato este lamentável e passa despercebidos por muitas autoridades do município.

Em sua maioria, são pessoas da zona rural do município que acordam de madrugada para se deslocar por muitos quilômetros até a sede do município para garantir as primeiras vagas na fila da referida casa lotérica, entre elas, os principais beneficiários do bolsa família.

A casa lotérica abre as portas apenas às 8 horas da manhã, horário de Brasília e as vezes muitas pessoas passam a manhã inteira na fila, devido a grande quantidade de pessoas que usufruem dos serviços da empresa.

Outro problema, é quando o sistema da caixa fica fora do ar, esse problema é antigo e deixa muitas pessoas em pé por várias horas na fila, ocasionando estresse, discussões e reclamações dos clientes.

Vale lembrar que existem dois estabelecimentos credenciados pela Caixa Econômica Federal na cidade, mas a situação continua a mesma.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.