Pabllo Vittar substitui Johnny Hooker na 17ª Parada da Diversidade em Teresina

Pabllo Vittar substituirá cantor Johnny Hooker que se envolveu recentemente em uma polêmica ao chamar Jesus de "bicha e travesti" durante show no Festival de Inverno de Garanhuns em Pernambuco.

404
(Foto: Divulgação)

Após a polêmica envolvendo o cantor Johnny Hooker, o Grupo Matizes informou à imprensa que o show do cantor foi cancelado na . A cantora Pabllo Vittar foi confirmada como atração principal em substituição ao cantor. Além disso, o evento, que estava previsto para acontecer no próximo dia 26 de agosto, foi prorrogado para o dia 02 de setembro.

Segundo o grupo organizador do evento, a mudança de data e de atração da 17ª Parada da Diversidade aconteceu em decorrência de ameaças de morte contra o cantor, o que inviabilizou a sua presença na Parada.

“O cantor Johnny Hooker não se apresentará mais no show de encerramento da 17ª Parada da Diversidade, vez que os órgãos de segurança e tampouco o Matizes, dispõem de mecanismos para evitar que as ameaças de “dar uma surra”, “rebolar pedras”, “queimar esse bicho vivo” (sic) sejam concretizadas por aquelas pessoas que as fizeram, haja vista que o evento acontece em espaço aberto”, diz a nota.

(Foto: Divulgação)

De acordo com o Matizes, as ameaças contra o cantor foram registradas e deverão ser apuradas judicialmente. “A organização do evento fez o print de algumas postagens/comentários em redes sociais com manifestações de intolerância que, em tese, constituem crime previsto na legislação penal pátria. Esses prints serão entregues às autoridades, com o devido pedido de apuração”, informa.

Além da cantora Pabllo Vittar, o evento também contará com a participação de atrações locais, como Bia e os Becks, Chandelly Kidman e Benício Bem.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DO GRUPO MATIZES SOBRE A SUBSTITUIÇÃO DE JOHNNY HOOKER POR PABLLO VITTAR NA 17ª PARADA DA DIVERSIDADE

O Grupo Matizes, entidade responsável pela organização de todas as edições da Parada da Diversidade de Teresina, vem a público pontuar e informar o que abaixo segue:

I) A Parada da Diversidade de Teresina é realizada desde 2002, sendo uma manifestação pacífica, amparada pelo art. 5º, XVI da Constituição Federal, que tem o objetivo de reivindicar igualdade de direitos para a população LGBT, bem como dialogar com a sociedade piauiense sobre a Importância do respeito às diversidades como um dos pressupostos para a construção de uma cultura de paz. É um dos eventos organizados pela sociedade civil que conseguem agregar mais pessoas em nosso Estado (cerca de 100 mil em 2017!)

II) Por previsão expressa da Lei Municipal 4148/2011, a Parada da Diversidade faz parte do Calendário Oficial do Município de Teresina, tendo suas 16 outras edições

marcadas pela alegria, pluralidade de vozes e pelo respeito entre @s participantes. Nesses 16 anos, não há registro de incidentes de violência, porque os que vão para a Parada têm o coração com “mania de amor”.

III) A 17ª edição da Parada da Diversidade foi inicialmente prevista para o dia 26/08/2018, tendo como uma das atrações para o show de encerramento o cantor Johnny Hooker, reconhecido nacionalmente e destaque na cultura mix. Com perplexidade e irresignação, o Matizes tomou conhecimento de publicações nas redes sociais incitando a violência e com ameaças (de surra e de morte!) ao cantor Johnny Hooker.

IV) Atos de intolerância como os vistos nos últimos dias nas redes sociais locais são patrocinados por pessoas não afeitas à pluralidade de ideias, que pensam o mundo sob a perspectiva excludente e discriminatória, achando “normal” o “apagamento” de todos os grupos historicamente discriminados em nossa sociedade, dentre eles pessoas LGBT.

Feitas essas ponderações, o Matizes informa que:

a) A organização do evento fez o print de algumas postagens/comentários em redes sociais com manifestações de intolerância que, em tese, constituem crime previsto na legislação penal pátria. Esses prints serão entregues às autoridades, com o devido pedido de apuração;

b) O cantor Johnny Hooker não se apresentará mais no show de encerramento da 17ª Parada da Diversidade, vez que os órgãos de segurança e tampouco o Matizes, dispõem de mecanismos para evitar que as ameaças de “dar uma surra”, “rebolar pedras”, “queimar esse bicho vivo” (sic) sejam concretizadas por aquelas pessoas que as fizeram, haja vista que o evento acontece em espaço aberto;

c) A Parada da Diversidade de Teresina está mantida com data alterada para dia 02 de setembro de 2018, tendo como atrações no show de encerramento muit@s artistas já confirmad@s, dentre el@s: Benício Bem, Bia e os Beck, Chandelly Kidman e Pabllo Vittar.

Teresina, 13 de agosto de 2018.

Diretoria do Grupo Matizes

*Com informações Odia



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.