Mulheres são maioria entre candidatos que não registraram voto

Por: Da Redação
Publicado em 26/11/2020 às 19h13
448

Dados estatísticos disponíveis no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que 5.297 candidatos não obtiveram nenhum voto no primeiro turno das eleições municipais de 2020. Ao todo, a Justiça Eleitoral recebeu 557.404 mil pedidos de registros de candidatos para disputar cerca de 68 mil cargos eletivos em 5.567 municípios brasileiros. As mulheres representam o maior percentual sem voto, com 3.454 candidatas que não obtiveram sequer um voto (64,2%). Ao todo, o pleito teve 187.028 candidatas, o correspondente a 33,55%. Pela legislação, 30% é o percentual mínimo de candidaturas do sexo feminino por partido. As informações estão disponíveis no Portal TSE.

Por outro lado, 1.843 homens não registraram nenhum voto, o correspondente a 35,08%. Ao todo, o pleito registrou 370.376 candidatos do sexo masculino – 66,45%.

PSD, MDB, Republicanos, PSDB e DEM são os partidos com maior número de candidatos de ambos os sexos sem voto.

Em cartilha divulgada neste ano, o TSE e o Instagram ressaltaram que, no mundo todo, aproximadamente um em cada quatro representantes eleitos é uma mulher. Trata-se de um guia de segurança para mulheres na política. A cartilha oferece dicas para as candidatas se protegerem de ataques virtuais durante a campanha.

“No Brasil a participação feminina na política ainda está longe do desejado. Segundo o mapa de mulheres na política criado pela União Interparlamentar e ONU Mulheres, o Brasil ocupa a 140ª posição num ranking de 193 países”, diz o documento.


*Com informações do O Livre



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.