MP defende barreiras sanitárias para evitar variante indiana do coronavírus no Piauí

Por: Da Redação
Publicado em 25/05/2021 às 09h02
1000

O Ministério Público expediu nesta segunda-feira (24) uma recomendação às autoridades de saúde do Piauí para a adoção de providências imediatas para evitar a chegada da variante indiana do novo coronavírus ao Estado. O documento, assinado pelo promotor Eny Marcos Vieira Pontes, leva em conta a confirmação de casos da nova variante no vizinho estado do Maranhão, entre tripulantes de um navio.

O órgão recomendou que sejam adotadas as seguintes ações:

  • Barreiras sanitárias nos limites territoriais e nos terminais de passageiros das rodoviárias e aeroportos;
  • Realização de testagem de antígeno;
  • Busca ativa quanto aos possíveis casos de contaminação da variante.

Os gestores têm o prazo de cinco dias, a contar do recebimento das orientações, para apresentar resposta acerca do acolhimento da recomendação. O promotor de Justiça adverte que a tomada de conhecimento da recomendação é elemento de prova para o ajuizamento de futuras ações cíveis ou criminais.

Até o momento, a Secretaria de Saúde do Piauí não informou a existência de casos suspeitos da variante no Estado.

MARANHÃO

O indiano de 54 anos que foi internado na UTI de um hospital de São Luís com sintomas da variante indiana do coronavírus (chamada de B.1.617) foi intubado após apresentar piora no quadro clínico neste sábado (22). O paciente está internado desde o dia 14 de maio, quando o navio do qual era tripulante, MV Shandong da Zhi, chegou ao litoral maranhense vindo da Malásia. A confirmação da nova cepa foi feita na última sexta-feira (21).

A secretaria do estado afirma, ainda, que 100 pessoas tiveram contato com os infectados. Os testes estão sendo feitos pelo hospital particular em São Luís, onde os pacientes foram infectados foram atendidos.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.