Médicos irão realizar nova paralisação no estado do Piauí

Conforme a categoria, foi discutido e realizada uma votação que, por unanimidade, resolveu suspender os atendimentos pela terceira vez.

04/06/2019 às 19h57
762
Samuel Rêgo, presidente do Simepi – Sindicado dos Médicos do Estado do Piauí (Foto: Simepi)

Os Médicos do Piauí decidiram suspender atendimentos por mais três dias em uma nova paralisação. Conforme a categoria, foi discutido e realizada uma votação que, por unanimidade, resolveu suspender os atendimentos pela terceira vez, exceto os casos de urgência e emergência, nos dias 05, 06 e 07 de junho.

De acordo com Samuel Rêgo, presidente do Simepi (Sindicado dos Médicos do Estado do Piauí), o movimento é de extrema importância e falou do Governo. “ Nós temos propostas, mas infelizmente o Estado tem se posicionado com essa forma. A categoria médica segue firme e unida na luta, pois o movimento não vai parar até que o governo entenda que precisa sentar e encontrar soluções para sair dessa crise”, comenta.

Sobre a nota divulgada pela Secretaria de Saúde do Estado (SESAPI), Dra. Lúcia Santos, diretora do sindicato comenta que não houve contrapartida do Estado em dialogar com a categoria.

“Estamos à disposição para conversar, temos caminhos para isso e o nosso movimento é a única forma do Governo entender, quando não cumpre a sua função”, afirmou.

A categoria estará reunida em nova Assembleia Geral no dia 11 de junho (terça-feira), às 19h, no auditório do Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí.


*Com informações do Viagora



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.