Jogadores do Piauí fazem sucesso no poker online e superam marca de R$ 1 milhão

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 01/06/2020 às 16h55
28
Luygo Vaz é um dos grandes destaques do poker piauiense. Foto: Divulgação

O poker online é uma modalidade cada vez mais comum no Piauí. Embora o estado não esteja entre os mais tradicionais do país quando o assunto é o esporte da mente, alguns jogadores piauienses estão faturando alto no mundo digital com grandes performances em partidas e torneios. Há, inclusive, aqueles que já ganharam mais de R$ 1 milhão em premiações.

É o caso de Luygo Vaz, competidor de Teresina, que é um dos mais bem sucedidos do estado no poker online. Conhecido no mundo digital como “Lvss12”, o jogador possui 30 vitórias em disputas na internet, e esteve entre os três primeiros em mais de 80 oportunidades. Tamanho sucesso faz com que sua premiação total de carreira seja bastante generosa. De acordo com o site Pocket Fives, que monitora os ganhos e resultados de jogadores do mundo todo, Luygo já faturou cerca de US$ 313 mil (mais de R$ 1,6 milhão).

Em termos de faturamento, Luygo só é superado por Jorge Thiago, outro experiente competidor de Teresina. Com um currículo de mais de 6000 disputas online, incluindo 67 títulos, 64 vices e 49 bronzes desde 2008, ele tem uma premiação de US$ 416 mil (cerca de R$ 2,2 milhões). Seu recorde único é de US$ 11 mil em um torneio Texas Hold’em realizado há 10 anos.

Outro que já superou a barreira de R$ 1 milhão é Artur Dutra, conhecido como “ATR90” nos torneios online. Também representando a cidade de Teresina, ele tem uma premiação de carreira na casa dos US$ 253 mil (pouco mais de R$ 1,3 milhão). Em cerca de uma década competindo no cenário digital, Artur já conquistou 31 títulos, 35 pratas e 21 bronzes. Em 2017, chegou a faturar US$ 23 mil em uma única disputa, seu recorde até hoje.

No ranking online, quem ocupa a liderança entre os piauienses é o competidor conhecido como “BeatleEd_3”, que soma 1366 pontos no Pocket Fives. Sua premiação total é de US$ 96 mil (pouco mais de R$ 516 mil). Apesar de ter faturado menos que os outros três na carreira, ele se destaca pelos resultados recentes, com três títulos e quatro vices no último mês.

Jorge Thiago é o segundo do ranking, com 1336 pontos. O terceiro é Artur Dutra, com 574. Luygo Vaz completa o top 4, com 417. A lista ainda conta com Caio Paranaguá, Rodrigo Feitosa, Rafael Dutra, Michael Sampaio e outros bons jogadores do estado e figuras constantes no Circuito Piauiense de Poker (CPP), principal torneio presencial do Piauí.

Além de destaques do online, estado nordestino revela craques no Circuito Piauiense de Poker (CPP). Foto: Divulgação

Poker online vira tendência no país

As trajetórias de jogadores como Luygo, Jorge, Artur e tantos outros no mundo digital mostram que os chamados cash games (ou seja, jogos a dinheiro real) na internet podem ser uma fonte de renda bastante valiosa, apesar de não possuírem o “glamour” dos torneios presenciais em cassinos e clubes de poker pelo mundo. Afinal, os ganhos com premiações também são bem generosos e chegam a superar alguns campeonatos ao vivo.

Se no Piauí a modalidade vem crescendo cada vez mais nos últimos anos, em outras regiões do Brasil o poker online já está mais do que estabelecido e é a principal atividade para muitos profissionais do esporte. Atualmente, o país conta com 21 competidores entre os 100 melhores do mundo no ranking da Pocket Fives, número que supera países como Estados Unidos, Reino Unido, Rússia, Espanha, China e Alemanha, que são algumas das potências do poker mundial.

Atualmente, o melhor brasileiro é o capixaba Brunno Botteon. Com 9000 pontos, ele ocupa a quinta colocação mundial, e já faturou o mais de US$ 3 milhões (cerca de R$ 16 milhões) em torneios online. Quem também ocupa o top 10 é o paranaense Pedro Vinicius Garagnani, com 8852 pontos e uma premiação total de carreira de US$ 3,3 milhões (mais de R$ 17 milhões).

No último World Championship of Online Poker (WCOOP), competição que é considerada a Copa do Mundo do Poker Online, o Brasil ficou com 23 títulos. O resultado colocou o país em terceiro lugar na classificação geral, ficando atrás de Rússia e Reino Unido, que empataram na liderança geral.

Alguns fatores explicam o crescimento do poker online, como a facilidade para abrir contas em sites especializados, a variedade de material de estudo disponível e a comodidade por poder disputar torneios sem precisar sair de casa, evitando custos extras com locomoção e hospedagem para jogar competições presenciais. Além disso, a paralisação de torneios presenciais por conta da pandemia vem impulsionando ainda mais o poker online, com sites registrando altos índices de tráfego em todo o planeta.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.