Homem é preso após retirar corpo da avó de túmulo e dançar com cadáver em Manaus

Por: Da Redação
Publicado em 02/07/2020 às 21h28
3072
(Foto: Reprodução/WhatsApp)

As imediações do cemitério Morro da Liberdade, na zona sul de Manaus, Amazonas, foram palco do que parecia um filme de apocalipse zumbi na madrugada desta quinta-feira (2). Isto porque um rapaz de 32 anos desenterrou a avó, falecida em 2018, carregou o corpo e só foi parado por populares e familiares a cerca de um quilômetro de distância do cemitério, no Beco dos Pretos, centro da capital amazonense. Durante a caminhada, ele foi visto dançando pelas ruas com o cadáver já mumificado e por isso a polícia foi chamada.

Muito transtornado, o homem teve que ser amarrado até que os policiais chegassem para controlar a situação, enquanto o corpo ficou no chão até a chegada da guarnição. De acordo com a família, o rapaz, que não foi identificado, tem um laudo que comprova problemas psicológicos e já teria tentando desenterrar a avó, de quem sente muita falta, em outras oportunidades, além de sempre visitar o cemitério e conversar com outros parentes já falecidos.

Depois da prisão, o rapaz precisou ser levado a um pronto-socorro para se acalmar. Ele deve prestar depoimento sobre o caso nos próximos dias, e caso a insanidade seja comprovada, não deverá ser responsabilizado pelo crime.

“Ele estava completamente transtornado e dizia o tempo todo que queria fazer na avó um transplante para trazê-la de volta à vida porque sentia muita saudade. Ele disse que iria doar todos os seus órgãos a ela”, afirmou o tenente Paulo Araújo, da 2ª Cicom ao portal “G1”.

“Familiares informaram que ele tem um laudo médico informando ter transtornos mentais e que ele tinha interesse em resgatar, além da avó, outros familiares”, completou o tenente.

Ainda de acordo com as informações dos policiais obtidas com a família, o homem já havia tentado retirar o cadáver da avó do cemitério em outras ocasiões.

“Ele não é passível de responsabilidade penal porque um dos requisitos para isso é a culpabilidade. O indivíduo em questão não tem essa condição de receber uma sanção penal. Talvez receba uma medida de segurança”, disse o delegado de plantão para onde a ocorrência foi encaminhada, sem querer se identificar.

Ainda segundo o delegado, o homem não possui passagem ou antecedentes criminais. A polícia informou que o corpo mumificado da idosa foi devolvido à sepultura.

Vídeo!


*Com informações do Otempo



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.