Homem é condenado a 16 anos de prisão por matar ex-esposa em Piripiri

O réu já se encontra preso desde a data do crime, quando se entregou à polícia.

Por: Da Redação
Publicado em 28/11/2019 às 20h41
390
(Foto: Reprodução/Facebook)

O Tribunal Popular do Júri condenou na tarde desta quinta-feira (28) Fernando José de Sousa Silva, vulgo “Zé Iôiô”, a 16 anos e 6 meses de reclusão pelo assassinato da ex-esposa Irismar Castro, morta com facadas na barriga no dia 19 de junho do ano de 2018, no município de Piripiri. O suspeito foi casado com a vítima durante 15 anos.

A decisão é do juiz de direito, Antônio Oliveira, da 1ª Vara da Comarca de Piripiri.

O Conselho de Sentença reconheceu, por maioria, a materialidade e a autoria delitiva, bem como a prática do crime de homicídio com as seguintes qualificadoras: motivo fútil, meio cruel, recurso que impossibilitou a defesa do ofendido e contra a mulher, em razão da condição de sexo feminino. Igualmente, reconheceu a prática do delito previsto no art. 24-A, da Lei nº 11.340/06.

A pena de Fernando José de Sousa Silva deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado, diante do evidente perigo que a sua liberdade traz à ordem pública, já que é evidente o alto grau de sua periculosidade social.

O réu já se encontra preso desde a data do crime, quando se entregou à polícia.


*Publicado originalmente no GP1



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.