Exército fará levantamento da área entre PI e CE

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 28/08/2012 às 21h56
11

Com base na lei que definiu o marco divisórios entre o Piauí e Ceará muitos anos atrás, mas não foi cumprida e em consequência manteve o litígio entre os dois estados, o exército foi encarregado pela Advocacia Geral da União (AGU) de fazer um levantamento topográfico de toda a área litigiosa.

A informação foi dada pelo deputado Antonio Uchôa (PDT), depois de representar a Assembleia do Piauí na reunião que a AGU convocou entre os representantes dos dois estados, a pedido do Supremo Tribunal Federal para tentar mediar um acordo para por fim ao litígio. “Se houver acordo, o STF homologará, caso contrário, o Supremo terá de decidir”, disse Uchôa.

A questão chegou ao Supremo Tribunal Federal por uma ação movida pelo estado do Piauí, depois que o estado tentou, por iniciativa própria, solucionar a questão com o vizinho estado de forma consensual, mas não houve entendimento entre as partes porque os negociadores cearenses se recusaram a ceder algumas áreas.

“Esse impasse”, disse Antonio Uchôa, “obrigou o Piauí a buscar uma solução na esfera compatível que é o Supremo Tribunal Federal”. O STF, no entanto, solicitou a Advocacia Geral da União que tentasse um acordo. No encontro ficou acertado que o exército cuidará da parte do levantamento e preparação de um mapa para ser analisado e a AGU tentar um novo acordo.

Com informações do portalAz


Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.