Evolução do Poker – A história do Velho Oeste aos dias atuais no Brasil

13/04/2018 às 17h58
24
(Foto: Reprodução)

Não se sabe ao certo quando e onde surgiu. Uns dizem ser derivado de um jogo chinês no século 10, outros atribuem ao jogo Persa “As Nas” no século 16, mas a história mais provável é que seja derivado do jogo francês chamado “Poque”, trazido por um grupo de colonizadores franceses aos Estados Unidos, e que viriam a fundar a cidade de New Orleans. O “Poque” sofreu variações e virou Poker, alastrou-se pelo oeste americano, sendo retratado em famosos filmes do velho oeste.

Aprenda a jogar qualquer jogo no giros gratis online. Em apenas alguns cliques, você pode ganhar bônus e começar a fazer a sua fortuna. Aproveite!

Por mais que tenha conseguido adeptos no país americano, o poker ainda não era nem de perto o fenômeno que é hoje, tanto que a modalidade mais popular era o Five-Card Draw, portanto, pode-se dizer que o poker ficou adormecido até 2003, quando milhares de pessoas viram pela TV o jogador amador Chris Moneymaker receber U$2,5 milhões por vencer o Main Event da WSOP.  O que se viu depois disso foi a evolução em todos os aspectos e modalidades, seja técnica ou psicologicamente, passando pelo reconhecimento de entidades respeitadas em todo o mundo, além da melhora nas estruturas e comodidade dos torneios. Neste post vamos mostrar o que mudou nesses 14 anos de rápida ascensão do poker.

Nível técnico

No velho oeste americano a “malandragem” do jogo e pressão dos “mais fortes” faziam a diferença para vencer no poker, mas nos últimos anos o poker vem se tornando cada vez mais técnico, isso se deve ao grande número de praticantes do esporte da mente que cada dia mais se dedicam ao estudo do jogo. O enorme acervo de material disponível em livros, em canais no Youtube, escolas on-line e coaches, tem tornado o poker cada vez mais competitivo. Hoje é possível aprender na internet das regras basicas até conceitos avançados e estatíticos sem pagar nada, e para quem quer se profissionalizar ou ter um robbie lucrativo os mesmos profissionais e escolhas on-line que publicam conteúdos gratuitos possuem conteúdos avançados e coachs que podem custar até US$1.000 a hora.

Fica a dica para você que quer aprender mais, siga nas redes sociais e no Youtube o João Bauer, André Akkari, Bruno Foster, e os profissionais da escola PokerLab.

Conforto e Segurança

Antigamente não existiam fichas, o stack era em dinheiro vivo, e as mesas eram de madeira pura totalmente sem conforto. Passar muito tempo sentado para jogar poker deixou de ser exaustivo. Assim com o poker evoluiu, as mesas e fichas também evoluíram. Cadeiras confortáveis, fichas de cerâmica, mesas de poker com borda macia e com entrada USB para carregar o celular, além do tecido especial para as cartas, a impermeabilização do tecido.  As fichas, que já foram feitas de marfim e madeira, hoje, são feitas de cerâmica pela Real Poker para maior segurança do jogo. Inclusive, a Real Poker é, hoje, referência mundial nesse quesito e vem revolucionando o mercado com produtos inovadores e de qualidade inquestionável, tornando-se a principal fornecedora de mesas e fichas dos torneios do Brasil.

Reconhecimento como esporte

A partir dos anos 2000, com a crescente popularização e cada vez mais campeonatos ganhando destaque nacional, foi necessário desvincular a imagem negativa do poker dos “jogos de azar” e torná-lo legal judicialmente. Foi então que em parecer, o Professor Miguel Reale Junior, ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, a partir de estudos de universidades de todo o mundo decretou: “Poker, pela própria natureza do jogo, depende em grande parte da habilidade do jogador, razão pela qual não pode ser tido como jogo de azar,…”. Desde então, o poker foi reconhecido pelo Ministério do Esporte e com liminares favoráveis emitidas por juízes e desembargadores em vários pontos do país.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.