Estudante é preso suspeito de estuprar três crianças em Miguel Alves

De acordo com o delegado Antonio Barbosa, que investiga o caso, o suspeito, que era vizinho das crianças e tio de uma delas, teria se aproveitado da confiança dos pais.

23/12/2018 às 09h05
677
(Foto: Divulgação/Reprodução)

Um estudante de 20 anos (que não teve o nome divulgado pela Polícia Civil) foi preso suspeito de estupro de vulnerável contra três crianças de 09 e 10 anos de idade, na cidade de Miguel Alves, a 110 km de Teresina. O suspeito foi detido em cumprimento de mandado de prisão preventiva.

De acordo com o delegado Antonio Barbosa, que investiga o caso, o suspeito, que era vizinho das crianças e tio de uma delas, teria se aproveitado da confiança dos pais.

“O caso já vinha ocorrendo há algum tempo, só que os pais só ficaram sabendo há pouco e levaram o caso pra delegacia. Duas crianças têm 9 anos e a terceira 10 anos. Todas eram vizinhas do investigado, as quais relataram na delegacia, acompanhadas de psicóloga e assistente social, que também eram ameaçadas de morte”, explica o delegado titular de Miguel Alves.

A suposta violência sexual ocorria há pelo menos dois anos. Segundo o delegado, as investigações apontaram que os crimes ocorriam na residência de uma das vítimas e também na casa do acusado. F.N.S nega os crimes.

“As meninas eram vizinhas e colegas. Geralmente brincavam na casa de uma delas e como ele era próximo ia para casa e se aproveitava. O caso só foi descoberto porque uma das crianças ouviu uma tia conversando sobre determinado assunto e começou a dizer que o vizinho também fazia isso com ela e chorou muito. Daí, essa tia contou para os pais que levou o caso até a polícia. Foi uma revolta porque ele se aproveitava da confiança dos pais”, explica o delegado.

Exames comprovaram que não houve conjunção carnal. O suspeito será indiciado por dois estupros de vulnerável consumados e um tentado. Ele permanece na delegacia da cidade à espera da transferência para o presídio.

*Com informações do CidadeVerde



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.