Adapi estuda adiar vacinação contra aftosa por causa da seca

Por: Kléber Oliveira
Publicado em 23/10/2012 às 18h03
0

A agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) está defendendo junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o adiamento da segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, marcada para o mês de novembro.

O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (25), pelo diretor-geral do órgão, José Antônio Filho, explicando que, devido à seca, boa parte do rebanho piauiense não tem condições físicas de receber a vacina por se encontrar muito magro. O adiamento não tem prazo pré-determinado para seu final.

José Antônio defende que a vacinação seja feita somente após a volta das chuvas na região castigada pela seca, dentro de dois ou três meses. “O movimento não é só do Piauí, é de todos os estados que hoje enfrentam dificuldades com a seca”.

Desde 2003 o Piauí luta para se transformar em área livre de febre aftosa. O primeiro passo foi dado ao ser considerado como região de risco médio. Agora o governo tenta tornar o Estado uma área livre de aftosa com vacinação, último passo para a liberação total.

Na última campanha de vacinação feita pela Adapi, em junho, a cobertura vacinal chegou a 97% do rebanho, índice considerado excelente pelas autoridades sanitárias do Brasil.

Portal da Clube


Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.