TJ-PI revoga prisão de acusado de matar ex-servidor da prefeitura de Morro do Chapéu

Mesmo condenado em primeira instância, o pleno do TJ/PI entendeu que Antonio Teodomiro tem direito de aguardar em liberdade a decisão sobre os recursos

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Tribunal de Justiça do Piauí mandou soltar, nesta terça-feira (17), Antônio Teodomiro Costa Soares, acusado de ter assassinado o ex-funcionário da Prefeitura de Morro do Chapéu do Piauí, Nilton Adriano da Silva Vaz. Os desembargadores, por votação unânime, acolheram pedido da defesa e concederam uma liminar em habeas corpus para revogar a prisão preventiva determinada pelo Juízo de Direito da Vara Única da Comarca de Esperantina, que foi cumprida pela Polícia Civil na manhã do dia 9 de agosto deste ano.

Mesmo condenado em primeira instância, o pleno do TJ/PI entendeu que Antonio Teodomiro tem direito de aguardar em liberdade a decisão sobre os recursos. Depois de julgados os recursos, caso a condenação seja mantida, ele deve voltar para a prisão.

No dia 23 de fevereiro deste ano, o júri popular confirmou que o ex-servidor público Nilton Adriano foi assassinado, de forma brutal e sem qualquer possibilidade de defesa, com três tiros de revólver calibre 38 desferidos por Antonio Teodomiro Costa Soares Filho, que foi condenado a 27 ano de reclusão em regime fechado.

O crime que chocou a população morrochapeuense, ocorreu no dia 23 de novembro do ano de 2005, no cruzamento da rua José Nogueira de Aguiar, com a rua Francisco Belisário Vaz, naquela cidade.

(Com Folha de Batalha)



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.