Presos são transferidos de volta para o presídio de Esperantina após rebelião

Presídio tinha sido interditado para reforma após depredação causada na última rebelião e duas fugas registradas.

Presídio de Esperantina (Foto: Kléber Oliveira/RevistaAZ)

A Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) começou a transferência de presos para a Penitenciária Regional Luiz Gonzaga Rebelo em Esperantina, norte do Piauí, após rebelião e duas fugas em massa, resultando em 85 presos foragidos, além da destruição de parte da estrutura prisional causada pelo motim no dia 06 de outubro deste ano.

Segundo informações obtidas pelo RevistaAZ, cerca de 92 apenados encontram-se atualmente no presídio de Esperantina. A meta da Sejus é evitar a superlotação.

A unidade tem capacidade para 147 presos, mas abrigava quase 400 detentos antes da última rebelião. Após o motim, o presídio foi interditado e os presos foram transferidos para outras penitenciárias do estado para reforma da estrutura.

FORAGIDOS

De acordo com informações repassadas ao RevistaAZ pela gerência do presídio, já foram capturados 56 detentos, mas 29 continuam foragidos.

NOVOS PRESÍDIOS

O Governo do Estado, realizará, na próxima segunda-feira (13), a inauguração da Penitenciária Regional de Campo Maior. A nova unidade, que abrirá mais 160 vagas no sistema prisional do Piauí, levará o nome do agente penitenciário José de Arimateia Barbosa Leite, falecido em agosto deste ano, em acidente automobilístico.

Este é o segundo presídio inaugurado pelo Governo do Estado, em dois anos. De 2015 a 2017, e com a inauguração da nova penitenciária, a capacidade de lotação do sistema aumentou em 463 vagas.

(Foto: Divulgação/Sejus)

Em maio 2015, foi aberta a Casa de Detenção Provisória de Altos, unidade com 156 vagas, referência nacional em segurança, de acordo com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Também está em fase de projeto a construção de um novo presídio em Oeiras (196 vagas) e outro em Bom Princípio (334 vagas). Todas as obras são parte do Plano de Modernização do Sistema Prisional do Piauí.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.