Polícia Civil de Esperantina prende homicida que estava foragido da justiça

O acusado foi condenado por 27 anos de reclusão por crime de homicídio qualificado

Antonio Teodomiro (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil de Esperantina cumpriu na manhã desta quarta-feira (09) a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Antonio Teodomiro Costa Soares Filho, preso em decorrência de condenação criminal pelo crime de homicídio qualificado, ao assassinar o ex-funcionário da Prefeitura de Morro do Chapéu do Piaui, Nilton Adriano da Silva Vaz, fato ocorrido no dia 23 de novembro de 2005.

O Delegado Regional da 13ª Delegacia de Policia Civil, Leonardo Alexandre Martins da Costa, informou ao RevistaAZ.com.br que Antonio Teodomiro foi condenado por 27 anos de reclusão em regime fechado em juri popular realizado no dia 23 de fevereiro deste ano e estava desde então foragido da justiça. O acusado residia no município de Caxingó.

O CASO

A vítima, o ex-funcionário público Nilton Adriano da Silva Vaz, foi assassinado com três tiros de revólver calibre 38 por Antonio Teodomiro, que na época exercia a profissão de cabeleireiro município no município de Morro do Chapéu. O crime bárbaro e que chocou a população, aconteceu no dia 23 de novembro do ano de 2005, no cruzamento da Rua José Nogueira de Aguiar, com a Rua Francisco Belisário Vaz, naquela cidade.

O acusado encontra-se recluso na 13ª Delegacia Regional de Polícia de Esperantina e deverá ser levado para o presídio do município.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.