Governo decreta emergência no presídio de Esperantina, após rebelião e fuga

Rebelião deixou um rastro de destruição nos pavilhões da unidade prisional

2177
(Foto: Kléber Oliveira)

O governador Wellington Dias decretou, neste sábado (7), situação de emergência na Penitenciária Luiz Gonzaga Rebelo, em Esperantina, após a rebelião e a fuga de 75 apenados ocorrida na unidade, na tarde dessa sexta-feira (6).

O decreto tem o âmbito de reforço das forças de segurança pública para garantir a ordem e disciplina no presídio e iniciar, imediatamente, os reparos na estrutura física da unidade, que foi muito danificada com a rebelião.

DESTRUIÇÃO

A rebelião deixou um rastro de destruição nos pavilhões da unidade prisional. Imagens divulgadas mostram os pavilhões afetados pela confusão. Grande parte da estrutura foi danificada pelos detentos. A Secretaria de Justiça também já iniciou os primeiros reparos emergenciais no presídio.

TRANSFERÊNCIA DE PRESOS

Desde que a rebelião foi contida pela tropa de choque, a Secretaria de Justiça transferiu mais de 100 presos de Esperantina para outras unidades prisionais. A Polícia Militar de Esperantina, com apoio de guarnições de municípios adjacentes, já iniciou as buscas para recapturar os fugitivos.

Segundo a direção do presídio, ao menos 25 dos 75 fugitivos já foram capturados e conduzidos para a unidade prisional.



Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.