Conversando com seus filhos sobre seu ex-cônjuge

29

O divórcio é um grande ajuste para uma criança e não termina a sua relação com o outro progenitor. Suas próprias emoções ou o comportamento do seu ex-cônjuge poderão tornar um desafio conversar com seus filhos a respeito dele. Aqui estão algumas dicas:

Não aja como se não houvesse problemas

373fba3287

Independente do comportamento que seu ex-cônjuge escolheu ter, isso não altera a relação pai-filho. Portanto, discuta suas preocupações com o pai/mãe diretamente e não com seus filhos. Preste atenção no comportamento de seu filho e como ele reage às situações, em vez de no comportamento do seu ex-cônjuge.

Esse comportamento foi uma boa ou má escolha? Como você sabe? Quais foram os resultados positivos? Quais foram as consequências ruins? O que a criança sente?

Discordâncias parentais

As crianças precisam saber que os desentendimentos entre os pais não é culpa delas, e não tem relação com o amor que vocês sentem por elas. Diga frases como:

“Você não tem que se preocupar com isso. Isso é algo que eu e sua mãe/pai resolveremos. Nós dois amamos você, e nós sempre a amaremos.”

Expectativas realistas

As crianças naturalmente querem seus pais juntos, e podem perguntar-lhe sobre a separação. Você pode dizer algo como:

“Nós dois amamos muito você, mas estaremos vivendo em casas separadas a partir de agora.”

Foco no positivo

Enquanto as crianças têm o direito e a necessidade de chorar e exprimir seus sentimentos, você pode ajudar a acalmar seus temores sobre o futuro, focando nos aspectos positivos de sua vida como divorciado. Ressalte que:

“Não haverá mais brigas, e vamos ter mais tempo juntos.” Isso pode ajudar a criança a ter uma visão positiva da nova situação.

Novos relacionamentos

Seu filho pode lhe informar sobre as novas relações de seu ex-cônjuge. É importante manter-se neutro e com suas opiniões pessoais fora disso. Essa nova pessoa será uma parte da vida de seu filho, e é melhor se concentrar nas coisas boas que fazem com que a criança se sinta bem em contato com essa pessoa. Isso também a fará saber que você está pronto para ajudá-la com qualquer problema, mesmo aqueles que são difíceis para você pessoalmente.

“O que ela faz que é legal? O que você gosta nele? Que bom que ele te ajudou com esse projeto. Que bom que ela te escuta. Isso é ótimo.”

O término da relação com o seu ex-cônjuge não significa que eles sejam excluídos da vida do seu filho. Eles podem ainda querer falar sobre o outro pai, ou problemas podem surgir a partir de experiências ocorridas durante as visitas. Utilizando a linguagem apropriada à idade deles, com um foco positivo, vai manter a atenção voltada para a criança e será um saudável modelo de interação para eles.

Traduzido e adaptado por Stael Metzger do original Talking with your children about your ex-spouse.


Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site.